Qual o principal erro ao investir em Renda Fixa?

Para responder essa pergunta, primeiro precisamos explicar o que é um investimento de Renda Fixa. Essa é uma modalidade de investimento na qual o investidor, literalmente, faz um empréstimo a uma entidade, seja ela pública ou privada, a uma taxa e período previamente combinados.

Quando este empréstimo for concedido a uma entidade pública (Governo), o investidor adquiriu um título público. Já quando for a uma entidade privada (financeira ou não), a aquisição foi de um título privado.

Agora, voltando à pergunta; para muitas pessoas, investimentos do gênero Renda Fixa trata-se de um investimento em que o credor (quem investiu) sempre saberá, ao final do período acordado (vencimento do título), quanto EXATAMENTE de dinheiro será resgatado.

Este é um raciocínio equivocado, visto que, nos tipos de investimentos dessa natureza, existem três modalidades de taxas de rentabilidade a eles atreladas: a prefixada; a pós-fixada; e a indexada à inflação.

Apenas quando tratar-se de um título com taxa prefixada de retorno, desde a data de sua aquisição, o investidor saberá a quantia exata a ser resgatada no vencimento desse título. Nos demais casos, o investidor só terá a garantia de que irá receber um valor maior do que o capital investido, mas não a exatidão do montante. Ou seja, Renda Fixa, não é tão fixa assim…

Alguns simuladores de investimentos disponíveis na internet mostram o resultado desses tipos de investimentos, mas, para o caso daqueles pós-fixados ou atrelados à inflação, o investidor deve ficar atento de que se trata de uma estimativa feita por analistas de mercado e não uma certeza.

Exite possibilidade de perdas em investimentos de Renda Fixa?

Sim, para os casos de ocorrer uma emergência e o investidor necessite realizar o resgate antes da data de vencimento. Caso o resgate dê-se antes do prazo acordado, salvo alguns tipos específicos de investimentos, não há que se falar em garantias de retornos positivos nos investimentos de Renda Fixa.

Contudo, esta falta de garantia não pode ser encarada apenas como um problema para o investidor, mas sim como uma característica desses títulos, e em muitos casos são uma excelente oportunidade.

Devido a esta característica – falta de garantia de retorno positivo em caso de resgate antecipado – ao resgatar um título antes de seu vencimento, a pessoa tanto pode perder bastante dinheiro, como também poderá ter incríveis retornos, no curto prazo, a depender do momento econômico em que a operação de resgate seja realizada.

Desta forma, não podemos afirmar categoricamente que os investimentos de Renda Fixa são totalmente livres de risco. O que podemos informar é que esses riscos são bastante minimizados em relação aos vinculados à Renda Variável.

Gostou? Compartilhe aqui:

3 comentários sobre “Qual o principal erro ao investir em Renda Fixa?

  1. Pingback: Títulos Públicos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *